quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Despertar de inverno




Hoje, despertei e, de olhos vendados, ainda,
não conseguia sentir o bater do meu pulso.
Fazia muito escuro então
e só o canto de um solitário
pássaro
madrugador
provou que eu ainda
continuava vivo.



 WINTER AWAKENING


Today, I woke up and blindfolded, still,
I could not feel the beating of my pulse.
It was very dark yet
and only the singing of a solitary
bird
early bird
proved that I was still
alive.





LM





*Dedicated to Charles Bukowski, in hell.
 By the way, it's a black sparrow up there.

2 comentários:

Raul Macedo disse...

Gostei muito do seu blog, Lauro (conheci pela Lara Amaral). Também gosto de ler e (tentar) escrever poemas em inglês. Li alguma coisa de Bukowski, esse seu poema tem algo que lembra o estilo dele msm. Principalmente a imagem de "...)solitary/bird" e os dois últimos versos.
legal,vou passar a seguí-lo
Raul

Lauro Marques disse...

Obrigado Raul e bem vindo. Pois é, pensei nele depois de ter escrito.